Esse post será dedicado aos passeios disponíveis para os visitantes de Cancún!

O primeiro passeio de que vou falar é a viagem a Chichen-Itzá, um sítio arqueológico de uma cidade maia que fica a poucas horas de Cancún. E não só uma cidade maia, mas uma das Sete Maravilhas do mundo moderno! Fechamos o passeio dentro do hotel mesmo (custo: US$100/pessoa), e o ônibus veio nos pegar. O passeio dá direito a um almoço no caminho e a entradas no parque nacional que abriga a cidade de Chichen-Itzá. Há também uma parada em um xenote (ou cenote), que é uma formação geológica comum na península de Yucatán. A palavra cenote deriva de uma palavra maia que significa “caverna com água”.

xenote
Cenote “rejuvenescedor” a caminho de Chichen-Itzá

Chegando na cidade, o guia nos levou para caminhar pela área, por dentro do campo de jogo maia com bola e pelas pirâmides. Podemos observar como o som caminha pelo espaço (espantosamente bem engenhoso, os ecos e sons reproduzidos em Chichen-Itzá são fantásticos). Depois, ficamos livres para comprar artesanatos: há bancas com artesanato de todo tipo, que costumam gritar que dão descontos para brasileiros – conheci um mexicano que disse que isso é verdade. Eles cobram mais dos “gringos” (chamam apenas os turistas norte-americanos assim) e vendem as coisas por um preço melhor para brasileiros.

chichen_itza_guia
Nosso guia demonstrando como o sol bate na pirâmide em determinadas épocas do ano e produz a imagem de uma serpente descendo e posteriormente ascendendo (de volta ao céu, segundo a cultura maia).
SAM_1201
Campo de “futebol” maia
SAM_1215
Antigo poço de sacrifícios

SAM_1217

SAM_1205

Há dois cenotes dentro do sítio arqueológico de Chichen-Itzá. Infelizmente não é possível entrar ou subir nas pirâmides, mas o passeio definitivamente vale a pena, principalmente pra acrescentar uma das sete maravilhas na sua lista de itens a ser feitos em viagens, né? Haha

Em Chichen-Itzá é possível comprar pequenas esculturas de uma pedra chamada obsidiana. Segundo o nosso guia, há diversas esculturas com propósitos diferentes: trazer saúde, prosperidade ou amor a quem as compra. Essa minha é dedicada à saúde. Não sei se funciona de verdade, mas enfeita muito bem a minha casa! Hahaha

Pequena esculura de obsidiana
Pequena esculura de obsidiana

Esse foi o único passeio que eu fiz. As minhas amigas também foram para o Xenotes (Oasis Maya), mas eu acabei acordando meio mal no dia e também não sou a maioooor fâ de caiaque, rappel, tirolesas, etc. Então deixei passar. Mas elas gostaram bastante e se divertiram pra caramba. Eu aproveitei o dia todo na praia.

vista_GrandParkRoyal
Com essa vista da janela do quarto, quem quer passear? hehe

OUTRAS DICAS: Quem vai para Cancún, também costuma visitar Isla MujeresPlaya del Carmen, (praias paradisíacas), os parques XCaret e Xel-Ha (ótimo para crianças) e Tulum (que também é uma cidade maia pré-colombiana, mas que tem estrutura hoteleira, diferente de Chichen-Itzá). Inseri aqui os links oficiais de cada local para maiores informações.

Na PARTE 1, você encontra informações e dicas sobre a companhia aérea Copa Airlines e o hotel Grand Park Royal Cancún;

Na PARTE 2, você encontra informações e dicas sobre boates da zona hoteleira de Cancún.

É isso! Espero que tenham gostado dos posts e que tenha iluminado um pouco a cabeça de quem pretende visitar esse local maravilhoso que é Cancún. O povo é super dedicado, carinhoso, e segundo um mexicano que conheci, eles realmente dão descontos em artesanatos para brasileiros (em detrimento de americanos e europeus)!! Aguardem que ainda vem mais posts sobre a Argentina (principalmente Ushuaia) e Aruba. Até lá! 😉

**Pretendo ainda fazer um vídeo com mais detalhes e mostrar os pequenos artesanatos que comprei. Assim que terminar de editá-lo, publico uma parte 4 das dicas de Cancún.