Parece um tema clichê: “amor próprio”. De tanto se falar no assunto, é quase banal abordá-lo pra dizer que a gente precisa disso pra ser feliz. Por isso eu decidi contar um pouco da minha jornada na tarefa de auto-aceitação e mais tolerância comigo mesma e como isso tem me feito bem, tentando não apelar esse clichê.

Eu já falei do assunto indiretamente no meu canal, abordando principalmente questões femininas e inseguranças na aparência física. Mas acho que ainda há muita coisa pra discutir e falar… além da aparência física, sinto que somos muito duros conosco mesmos. Ainda tem dicas pra compartilhar e com certeza uma longa jornada à minha frente em vários aspectos nesse sentido. Apesar de abordar o tema, não sinto como se eu me amasse e respeitasse plenamente. É um exercício diário e quero compartilhar isso com vocês!

Então decidi fazer um vídeo pra falar sobre uma tatuagem que fiz em junho e por que eu considero esse “amor” o mais importante das nossas vidas. A tatuagem eu fiz pra não me esquecer de como isso é fundamental na vida cotidiana e pra eu valorizar mais a pessoa que está sempre do meu lado. Fiz uma pasta no Pinterest com várias frases inspiradoras pra isso também! Clica no link pra seguir e ver vários wallpapers e cards fofos sobre o assunto.

No último vídeo do canal, eu abordei de forma inaugural e bem genérica esse assunto pra poder falar melhor depois. Sobre como eu tenho praticado cada vez mais o amor próprio e os impactos que isso tem na gente.

Se tiverem dicas e sugestões sobre o assunto, compartilhem comigo para levar adiante esse assunto! Quero desenvolver mais e a ajuda de vocês é sempre excelente 😉