É praticamente impossível viver no mundo de hoje sem pensar no impacto que temos sobre ele. Muito se fala sobre a poluição da terra, e principalmente, dos oceanos. A quantidade de lixo gerada diariamente chega a ser absurda, e não dá pra ignorar que somos mais de 7 bilhões de pessoas, cada uma com um pequeno impacto multiplicado por todos nós.

Essas questões estão sempre “por perto”, porque vemos o lixo na TV e em vídeos e documentários na internet o tempo todo. Porém, é muito fácil se distanciar e acomodar no seu dia-a-dia sem se implicar de fato no problema, e continuar sendo uma das 7 bilhões de peças que aumenta o problema todos os dias.

Por isso, conversei com vocês recentemente no meu canal e falei neste vídeo sobre minha vontade de aderir ao movimento “zero waste“, que felizmente tem vários militantes por aí e tem crescido cada vez mais. A ideia é minimizar a produção pessoal de lixo e consequentemente ter menos impacto na natureza. Como eu sou vegana, sempre tenho um pé na preocupação com o meio ambiente – se você também se preocupa, deve rever seus conceitos de alimentação imediatamente. Assista os documentários Cowspiracy (no Netflix) e Before the Flood.

Enfim, decidi começar do começo. Ninguém vai virar “zero-lixo-responsavelzona-sabe-tudo” de um dia pro outro. Vivemos em uma sociedade que impõe determinados padrões de consumo que são difíceis de ser quebrados. Então… comecei eliminando os canudinhos. Veja o meu vídeo abaixo:

Conversei um pouco sobre o uso do plástico e a produção de lixo doméstico e pessoal. Sabemos que o impacto de produção de lixo de grandes empresas, indústrias, hospitais e outros é gigantesca também. Mas quero começar aos poucos… para que o processo seja real e possa ser acompanhado por todo mundo que assiste meus vídeos.

Sei que parece bobo, mas desde que me tornei mais consciente, fiquei espantada com a quantidade de canudinhos que é oferecida a nós na rua e que usamos sem perceber ou sem refletir. Falei sobre as alternativas ao canudinho de plástico: os canudinhos de papel (biodegradáveis, porém que ainda produzem lixo) e os canudos permanentes (de titânio, aço inoxidável, vidro e bambu). Há muitas formas que podemos escolher para começar a mudar… Vem comigo!

A partir de agora, essa será uma série que produzirei no canal, sempre discutindo maneiras alternativas de eliminar tooodo esse lixo da nossa vida, e também do planeta. Aproveita e se inscreve aqui pra ficar por dentro das novidades.