Continuando os posts sobre a viagem ao fim do mundo (clique aqui para ver a Parte 1 e a Parte 2), trago para vocês a experiência de navegar em um Canal que ganhou o nome do navio de Charles Darwin, por conta de sua expedição enquanto escrevia a Origem das Espécies!

O passeio é fácil de achar e é comprado em lojinhas que ficam no porto, na beira do Canal. É necessário ir com um sapato anti-derrapante, porque há caminhada em ilhas no meio do oceano. Ah! E o mais legal: você vê o encontro do Oceano Pacífico com o Atlântico e avista terras chilenas! O barco, chamado catamarã, balança bastante e dá um pouquinho de enjoo em pessoas sensíveis… hahaha. Ele não sai em dias de muito vento, mas nos dias “normais” de inverno há fluxo considerável de vento no oceano. E isso contribui pra ficar MUITO frio – aquele frio cortante.

Beagle

O triste é que não dá pra ver pinguins no inverno, apenas no verão. A guia disse que no inverno eles fogem do frio e vêm para… o Brasil! Hehe. Pudemos ver um pássaro muito parecido com o pinguim (chamado cormorã) e leões marinhos relaxando nas ilhas.

Conheça o “Brasileiros em Ushuaia”, uma agência de viagens que pode fazer da sua experiência na Patagônia inesquecível: http://bit.ly/laluisiteushuaia

SAM_1712
Farol Les Esclaireus e eu morreeeendo de frio!!!

Aquele farol ali vermelhinho e branco guia os barcos a partir desse ponto do mar para a Antártida. Os principais barcos que vão para o polo sul saem de Ushuaia!

Beijos.