Ao fazer a feira da semana aqui em casa, sempre procuramos comprar folhas verde-escuras como couve, taioba e espinafre. A tradição mineira da minha família sempre incluiu taioba no cardápio, mas não é algo que eu goste tanto quanto a couve – principalmente por conta da textura. Por isso, inventamos algumas alternativas pra variar a forma de consumo: não apenas a folha refogada junto com arroz e feijão.

Então inventamos um “suflê” de mandioca com taioba e amaranto, super fácil e rápido de fazer, cheio de proteínas e minerais como ferro, cálcio e proteínas, extremamente importantes de serem consumidos no dia-a-dia.

INGREDIENTES

500g de mandioca (aipim)
1 maço de taioba
1/2 xícara de amaranto (cru)
2 colheres de fermento em pó
sal
azeite para untar

COMO FAZER: (1) Se comprar a mandioca com casca, descasque-a e cozinhe. Compramos sem casca e colocamos na pressão por 8 minutos. (2) Lave bem as folhas da taioba e corte-as, como a couve. Alguns mineiros dizem que devemos cortá-las com as mãos, pode ser bem terapêutico, haha. (3) Lave o amaranto e leve ao fogo com 2 xícaras de água. Acrescente um pouco de sal e depois que ferver, marque cerca de 15-20 minutos, provando para ver se já está cozido. (4) Quando a mandioca estiver cozida, amasse-a a retire aqueles “pavios” que ficam no meio, as partes mais durinhas que não podem ser mastigadas. (5) Refogue a taioba com um pouco de alho e sal, até que murche. (5) Misture a mandioca com o amaranto cozido e a taioba refogada. Prove e veja se está bom de sal. (6) Acrescente o fermento para a massa ficar mais leve e dar uma crescida no forno, como se fosse um suflê. Porém, essa parte é opcional. (7) Unte um refratário com azeite e coloque a mistura dos ingredientes. Leve ao forno médio. por cerca de 20 minutos. Depois desse tempo, colocamos na função “grill” do fogão – do forno mesmo – para que formasse uma casquinha em cima, ficou delicioso. Se não tiver essa função, asse mais uns 10 ou 15 minutos.

A receita é decomplicada e o resultado final é surpreendente. Eu, que não sou a maior fã do mundo de taioba, adorei, repeti sem parar. Pode aproveitar as sobras e fritar na airfryer também, fica delicioso.

Os benefícios da taioba você lê aqui e aqui. A receita também deve ficar deliciosa com couve ou espinafre, que podem ser mais fáceis de encontrar, dependendo de onde você vive. Sobre o amaranto, veja aqui.

Espero que gostem, feliz Segunda Sem Carne! Vamos testar receitas novas e reinventar a cozinha pelos animais, por nós e pelo planeta.