Quando eu me tornei ovolactovegetariana em 2013, eu tinha consciência da existência do veganismo, mas achava que seria algo impraticável na minha vida. Eu encontrei uma posição confortável no meu novo estilo de vida para que conseguisse me sentir bem comigo mesma de não consumir nenhum tipo de carne – nem peixe, obviamente – e para não incomodar os outros.

Essa era a pedra no meu sapato. Como seria ao sair com os amigos para comer? E ao visitar alguém em sua casa? Não queria que as pessoas me achassem estranha e me excluíssem do seus ciclos sociais. Eu noto que este é o medo e o empecilho de muita gente na hora de fazer a transição pro veganismo.

Mas ao logo da minha trajetória com o blog e com o canal, eu notei que não é apenas a “vida social” que as pessoas acham difícil de superar. Recentemente, junto com alguns amigos promovi um grupo que durou uma semana, um evento no facebook chamado #SemanaVegana, em que encorajamos as pessoas a adotar o veganismo por 1 semana para entender mais sobre o estilo de vida, aprenderem vendo documentários e lendo textos, tendo acesso a um PDF com ideias de receitas e outros detalhes para dar uma boa embasada para quem quer adotar o veganismo e não sabe como. Promovemos 3 conversas ao vivo com o pessoal e pudemos conversar sobre as dificuldades e problemas de quem não consegue se tornar vegano. Compartilhando minha vida com vocês e recebendo feedback nas redes sociais, eu tive alguns insights sobre por que o veganismo parece tão difícil.

Para grande parte das pessoas que nunca ouviu falar sobre veganismo ou que estão apenas iniciando seu conhecimento, surgem muitas dúvidas relativas ao “uso” de animais no cotidiano, não apenas para a alimentação. Além do fato de que muita gente se sente hostilizado ao tentar interagir com veganos na internet. Descrevi minhas ideias neste vídeo:

Pelo visto, muita gente se identificou, principalmente com o fato de serem pouco acolhidos na comunidade vegana. Espero que isso mude aos poucos, com o número de veganos aumentando, especialmente aqueles que querem contribuir para o crescimento de quem busca o veganismo, e não apenas criticar e diminuir o esforço pessoal que cada pessoa faz.

Afinal de contas, não vivemos em um mundo perfeito – longe disso – e mudar sempre traz incômodo. Falar sobre o veganismo ainda é incômodo porque é inconveniente para muita gente ouvir sobre o assunto ou mudar padrões. Eu mesma não me sinto 100% confortável porque ainda ouço críticas e comentários nada construtivos, que tentam diminuir o movimento.

Espero que este vídeo explique um pouco e esclareça que na verdade, o veganismo é um estilo de vida simples e muito fácil de ser adotado. Se quiser saber melhor, siga-me nas redes sociais: facebook, instagram e youtube.